segunda-feira, 12 de março de 2018

A Leiriacon e a promoção dos jogos de tabuleiro sustentáveis

Todos os anos acontece na região de Leiria uma convenção de jogos de tabuleiros. Foi a primeira em Portugal. Em 2018, de 1 a 4 de março, realiza-se a XIII edição, tendo-se transformado na maior convenção da especialidade no país. Muitas centenas de pessoas rumam à nossa região, mais concretamente à Praia da Vieira para participar neste evento. Vêm de todos os cantos do país, pessoas que, individualmente ou inseridas em grupos, clubes e associações, fazem dos jogos de tabuleiro um passatempo ou atividade profissional. Participam na Leiriacon também muitos estrangeiros que juntam o útil ao duplamente agradável, desfrutando das maravilhas desta terra e da qualidade do evento. Muitos são representantes de editoras, autores e designers que fazem destes jogos forma de vida, numa indústria que representa milhões de euros, mas onde não se joga a dinheiro.

Serve este exemplo da Leiriacon para abordar o modo como os jogos de tabuleiro modernos se estão a implementar e assumir na atualidade, competindo com outras formas de entretenimento. Ao contrário dos outros concorrentes lúdicos, os jogos de tabuleiro podem ser produtos facilmente sustentáveis. De notar que não necessitam de energia ou outros equipamentos para serem utilizados e que podem ser construídos com materiais reciclados. Facilmente podem ser vendidos e revendidos entre os utilizadores, sem depreciação significativa do bem, criando uma vida útil maior que a maioria dos outros produtos. Ao contrário dos jogos de vídeo, um jogo de tabuleiro de qualidade com 5 ou mais anos não está desatualizado. A mesma cópia pode ser jogada por várias pessoas em simultâneo, sem necessidade de mais suportes. Pode ter um ciclo de vida de produto ainda maior quando se lhes juntam expansões, que são pequenos módulos. Estes jogos de tabuleiro não se avariam, quanto muito podem estragar-se com o uso, conseguindo-se substituir facilmente parte dos seus componentes. Não geram resíduos de dificil reciclagem ou eliminação.

Os jogos de tabuleiro têm outra vantagem que se relaciona com a sustentabilidade económica. Ao contrário dos jogos de tabuleiro correntes, os novos jogos são peças de design diferenciado. Montar um jogo de tabuleiro com qualidade é logisticamente muito mais simples que criar um jogo de vídeo de topo, não envolvendo avultados investimentos financeiros. Podem inclusivamente ser uma oportunidade de trabalho para criadores, designers gráficos e para a indústria da região: papel, madeira e plásticos. A necessidade de componentes pode alimentar o setor primário e secundário, tal como toda a cadeia de distribuição, promoção e venda do setor terciário.

A utilização dos jogos de tabuleiro pode tornar determinadas atividades mais atrativas. Juntando a sustentabilidade ambiental e económica aos momentos sociais que proporcionam estamos perante um produto verdadeiramente sustentável, porque também é socialmente impactante. Por isso não podia deixar de referir a importância da Leiriacon no fortalecimento das atividades dos jogos de tabuleiro modernos na região e no país.

Texto publicado no Diário de Leiria em 1 de março de 2018

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Redundâncias da Actualidade - criado em Novembro de 2009 por Micael Sousa





TOP WOOK - EBOOKS

Novidades WOOK - Ciências

TOP WOOK - Economia, Contabilidade e Gestão

Novidades WOOK - Engenharia

Novidades WOOK - Guias e Roteiros